REVISTA ITEM - 81

Editorial - O FORUM PERMANENTE DE DESENVOLVIMENTO DA AGRICULTURA IRRIGADA

A “crise silenciosa da fome”, com a estimativa da FAO para 2009 de um bilhão de habitantes com o consumo individual de menos de 1.800 calorias/dia, representa o retorno aos 16% de subnutridos do período de 1990-1992, após um declínio de mais de 20 anos, chegando aos 13% em 2003-2005. Uma complexa e difícil equação que inquieta a todos e exige muito cooperativismo para resolvê-la. No núcleo do problema, a capacidade de compra de países e pessoas, o desemprego, as desigualdades e a perversidade da fome.

Nesse torvelinho de desafios, vale observar que dos pequenos aos grandes arranjos de negócios calcados na agricultura irrigada, ao abrir e manter postos de trabalhos a custos relativamente baixos, descortina-se a oportunidade para um estratégico plano de como transformar as vantagens comparativas brasileiras em grandes benefícios para a sociedade. É impar a oportunidade de fomentar a produção de alimentos e combater a pobreza com geração de empregos.

Diante desse quadro, a implantação do Fórum Permanente de Desenvolvimento da Agricultura Irrigada gera a expectativa de desdobramentos para que o Brasil possa ocupar o papel que lhe é reservado no cenário mundial.



Helvecio Mattana Saturnino
Presidente da Abid