REVISTA ITEM - 80

Editorial - A EXPECTATIVA POR NOVOS TEMPOS NA AGRICULTURA IRRIGADA

O Brasil, com suas excepcionais e diversificadas condições edafoclimáticas, detém 12% da disponibilidade mundial de recursos hídricos e uma área de cerca de 30 milhões de hectares para serem irrigados.

O País possui um setor científico e tecnológico, com universidades e centros de pesquisa, para alargar essas fronteiras vertical e horizontalmente. Conta com boas práticas já consolidadas no âmbito de um amplo leque de produtores, do familiar ao de grandes empresas multinacionais. Conta com segmentos de insumos, serviços e de equipamentos de irrigação que podem atender do mais simples ao mais sofisticado projeto, disponibilizando o que há de mais avançado no mundo.

A introdução da irrigação em uma propriedade desperta novos arranjos produtivos e comerciais e requer um gerenciamento que aproveite com mais sabedoria os fatores de produção ao longo do ano. Trata-se de uma saudável intensificação das explorações, produzindo mais e melhor em uma pequena parte, enquanto libera áreas para outras atividades, diminuindo a pressão sobre o desmatamento. Um grande negócio que tem a água como um dos principais vetores.

Manter o foco nessa produtividade da água, com convergentes políticas e uma ampla conscientização, traz excelentes perspectivas de desenvolvimento para todas as regiões brasileiras, cada uma com suas características e diferentes vantagens comparativas. E é da inteligente harmonização dos planos nacionais e estaduais de recursos hídricos, dos planos por bacias e microbacias hidrográficas, que o alcance socioeconômico da agricultura irrigada aflora em benefício de todos. Assim, é sábio guardar o máximo de água nos momentos de abundância, tornando-a o mais produtiva possível, maximizando sua passagem pelas plantas, antes de desaguar nos mares. Um tema em evidência nesta edição da ITEM.

Portanto, é auspicioso constatar as mobilizações em favor da realização do Seminário Nacional Agricultura Irrigada e Desenvolvimento Sustentável e da instalação do Fórum Permanente de Desenvolvimento da Agricultura Irrigada, com os Ministérios da Integração Nacional e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento encabeçando essa promoção, que envolve outros ministérios e o concurso de diversas organizações públicas e privadas.

As expectativas são de efetivação de planos e programas integrados em favor das políticas para esse estratégico setor, investimentos no complexo requerido caso a caso, de mais apoio à reservação daságuas e a melhor utilização dos recursos hídricos, para que haja maior geração de riquezas e de empregos, com o desenvolvimento de negócios que diminuam significativamente o perverso risco agrícola.

A irregularidade das chuvas, o déficit hídrico e a falta de drenagem formam um conjunto que precisa ser devidamente enfrentado, com o desenvolvimento de políticas que facilitem os equacionamentos de pendências diversas, com a implementação de mecanismos para fortalecer a liquidez dos produtores, para que possam melhor cultivar e comercializar esse leque de produtos que a agricultura irrigada oferece. São necessários programas integrados, com o firme propósito de atender aos mercados, que redundem em amplos benefícios socioeconômicos. Está aí também um grande atrativo para fazer implementar a indispensável cesta de produtos de seguros, conferindo mais estabilidade e melhores negócios para as mais variadas cadeias produtivas e comerciais.

Diante dessas perspectivas por novos tempos na agricultura irrigada, a ABID apoia e festeja a realização desses eventos, cumprimentando a todos os organizadores pela oportuna iniciativa, especialmente os ministros da Integração Nacional e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, ao abraçarem essa estratégica bandeira.

Uma iniciativa que queremos ver repercutir de imediato nas diversas esferas de governo, de forma muito positiva, e ao ensejo do XIX Conird, para o qual todos estão convidados a participar, de 30/8 a 4/9/2009, em Montes Claros, na região mineira da Sudene.



Helvecio Mattana Saturnino
Presidente da Abid