REVISTA ITEM - 79

Editorial - O DESENVOLVIMENTO EM TORNO DA AGRICULTURA IRRIGADA

É preciso que a Ciência, a Tecnologia e as Inovações façam parte da preocupação cotidiana dos brasileiros, permeando com mais intensidade o que está acontecendo no cenário mundial. O trabalho cooperativo desenvolvido ano a ano pela ABID, celebrando parcerias com cada uma das unidades da Federação, referência para muitas atividades, faz dos recursos hídricos motivo de muita integração, com uma visão que vai desde uma pequena captação de água, disciplinada, como de uso insignificante para fins de outorga, até os grandes temas mundiais, que implicam em mobilização global, passando pelas mudanças climáticas, segurança hídrica, segurança alimentar, segurança energética e de todos os componentes em favor do bem-estar da população.

É diante deste cenário que a cada passo dado na direção de mais conhecimento, com parcerias que somem com esses persistentes trabalhos, alteram-se procedimentos, proporciona-se mais eficiência e geram-se ganhos para toda a sociedade. Para isso, os investimentos na agricultura irrigada induzem mudanças e evidenciam o quanto o Brasil precisa crescer em formação de profissionais, em ciência e tecnologia, em logística e em arranjos produtivos e comerciais, para usufruir adequadamente das vantagens comparativas que as amplas e diversificadas condições edafoclimáticas conferem ao País.

É inquietante verificar enormes desigualdades e exclusões, em que a distância entre os que dominam as novas tecnologias e os que mal as conhecem não parece estar diminuindo. Assim, a educação de qualidade é uma tarefa que compete a todos e não pode passar despercebida por associações como a ABID. Daí a permanente busca por uma ampla integração científica, tecnológica, ambiental, socioeconômica e comercial em favor da agricultura irrigada, com o envolvimento de todos os interessados no setor e as motivações para toda a sociedade entender o alcance de ter a água como vetor de importantes mudanças. Diante de um cenário mundial de crise, de renovação e de revolução nas comunicações, os avanços científicos, tecnológicos e a qualidade da educação encurtam as distâncias em favor de uma sociedade mais próspera e mais justa.

As águas podem ser integradoras de todos esses propósitos. São vitais no dia-a-dia de cada habitante do planeta, mesmo que de forma virtual, já que viabilizam o alimento, muitas vezes produzido alhures, como também o vestuário e, cada vez mais, os biocombustíveis. É no torvelinho dessas reflexões, que implicam envolvimento de toda a gama de produtores e diversas cadeias produtivas, que a ABID festeja mais essa edição da ITEM, que retrata a parceria com o Espírito Santo, as ligações com as bacias hidrográficas, vislumbrando um profícuo contínuo de afazeres, com o potencial das águas que nascem em Minas Gerais.

Tendo como foco a região mineira inserida nas políticas para o Nordeste, para o Semi-Árido, com significativos projetos públicos e privados e a cidade-pólo de Montes Claros, a proposição mineira trouxe uma série de convergências, ganhando a unanimidade entre os concorrentes para a parceria com a ABID em 2009.

Nessa caminhada da ABID, o permanente desafio de juntar mais forças, mais inteligências e mais articulações, para que os programas cooperativos em agricultura irrigada ganhem o espaço necessário no concerto das prioridades políticas dos diversos níveis de governo, está a convocação para impulsionar mais negócios para o setor privado e mais benefícios para toda a sociedade. No governo federal, o Mapa tomou a iniciativa de criar a Câmara Temática de Agricultura Sustentável e Irrigação, congregando outros ministérios e diversos organismos para traçar e subsidiar suas políticas. No MI, está em pauta a realização de um amplo seminário no primeiro trimestre de 2009, para fortalecer o setor. Na ANA, do MMA, as interlocuções são para saber como ordenar melhor os trabalhos com vistas a fortalecer a agricultura irrigada. A ABID tem sido distinguida em todas essas interlocuções, com oportunidades de enfatizar diversas necessidades, entre elas a de uma forte decisão do governo em favor do setor, fomentando-o de forma ordenada em todo o Brasil. São presságios para ser apreciados por todos ao ensejo dos preparativos para o próximo ano.

O Brasil, com gigantescas reservas de terra e água, tem trunfos extremamente poderosos em favor do desenvolvimento dos agronegócios calcados na agricultura irrigada. Um seguro caminho para o progresso social, econômico e para um melhor equilíbrio ambiental. Esse é um eixo central para fazer face às crises, mobilizando-se inteligências para perseguir esses propósitos. A bacia hidrográfica do rio São Mateus foi um dos palcos para provocar essas interlocuções. A foto que ilustra o rio na cidade com seu nome, é uma marcante lembrança para todos da ABID e uma constante provocação para os interessados em todo o complexo ruralurbano em torno da água.



Helvecio Mattana Saturnino
Presidente da Abid