REVISTA ITEM - 59

Editorial - O XXII CONIRD ÀS MARGENS DO RIO SÃO FRANCISCO

Tendo-se como cenário o rio da integração nacional e o trabalho do homem em favor do agronegócio calcado na agricultura irrigada, a estada em Juazeiro oferece a oportunidade de convivência com um pólo de expressivo sucesso. O ambiente é dos mais promissores e todas as parcerias frutificaram, para que haja um rico processo dialético, com sólidas transferências de conhecimentos e muita confraternização. Haverá dias de campo, onde empreendedores estão com jardins de inovações em projetos públicos e privados, com os desafios das logísticas para se alocarem recursos disponíveis visando a busca permanente pelos mercados internos e externos, conquistandoos. No bojo desse processo, está a reversão do estigma do sofrido retirante para o das crescentes oportunidades de emprego, resgatando-se a cidadania e assinalando-se para um amanhã mais seguro e promissor, com maiores perspectivas de um harmonioso convívio com a rica Caatinga.

Abrir o XIII Conird com o foco no Comitê da Bacia do Rio São Francisco e o tema “O agronegócio da agricultura irrigada, com revitalização hídrica: a chave para mais empregos e a reversão dos ciclos de pobreza em ciclos de prosperidade”, sinaliza para os novos tempos e as novas oportunidades de gestão compartilhada dos recursos hídricos. Nesse “condomínio”, há um profícuo campo para evidenciar o quanto é importante o constante desenvolvimento da agricultura irrigada.

O sucesso desse empreendimento exige muito trabalho e envolve a essência de uma moderna economia de mercado, ou seja, ser sustentável sob o ponto de vista econômico, social e ambiental. O desafio permanente é o de realização de bons negócios, multiplicando-os e gerando cada vez mais renda e ampliando oportunidades de empregos nas cadeias produtivas, agregando valores a tudo que a água faz brotar e frutificar, tendo como base o constante desenvolvimento dos sistemas de irrigação e drenagem, sem perder a visão holística de toda a Bacia.

O XIII Conird oferece a oportunidade de uma rica interlocução em torno desse estratégico empreendimento, com o concurso dos agentes econômicos e a feliz junção de esforços com a Fenagri, a partir de sua abertura em 29/10/2003, quando ter-se-á a praça da irrigação e drenagem.

A parceria com o governo da Bahia, o apoio da prefeitura de Juazeiro e do empresariado desse Pólo, a participação das empresas de equipamentos de irrigação e o concurso de diversos organismos e profissionais dos mais diversos setores, enobrecem e enriquecem a Abid.

O trabalho do Banco Mundial e os debates em torno do mesmo exemplificam o alcance da agricultura irrigada.

Ao agradecer, antecipadamente, a todos que fizeram parte deste evento como atores e parceiros, o fazemos com a firme convicção que haveremos de lograr um grande congresso, tornando-o indelével nessa estada no Pólo de Juazeiro/ Petrolina e dos demais municípios que compõem a região administrativa integrada: Sobradinho, Casa Nova, Curaçá, Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista e Orocó.



Helvecio Mattana Saturnino
Presidente da Abid