A CAPA DA ITEM 113:

Na virada do milênio, na parceria Ceará-ABID, em 2001, essa logomarca já pairava na capa da ITEM 50, junto às potencialidades dos negócios do cajueiro anão irrigado. Nessa caminhada, vale refletir também sobre as interfaces dos negócios da agricultura irrigada, algumas mais tangíveis, outras nem tanto. Conhecê-las é fundamental. Se as motivações desta capa lograrem o aguçamento de muitas inteligências, de empreendedorismos e do amalgamar para união de esforços em prol do desenvolvimento de políticas para esse fim, melhores ventos estarão a embalar o planejamento e a gestão em favor dos negócios calcados na agricultura irrigada. Uma aspiração que requer amplos e permanentes comprometimentos. (A logomarca que representa o ciclo hidrológico foi concebida por Helvecio M. Saturnino, ao ensejo da virada do milênio, com apoio gráfico de Gustavo Bezerra, hoje no BNB, em Fortaleza. Em torno dela, a arte desta capa contou com a cooperação de muitos dos envolvidos na parceria do Ceará com a ABID em 2017, evidenciando-se esta ampla união de esforços, como retratado nesta edição).


MUITOS DESAFIOS E MOTIVAÇÕES ADVINDOS DO CEARÁ


A apresentação esquemática do ciclo hidrológico na composição da capa desta edição da Item 113, além de fustigar raciocínios sobre o Brasil e o mundo, tem sido uma logomarca que brotou no Ceará, em 2001, quando das naturais reflexões da virada do milênio, tornando-se um denominador comum nas itinerantes parcerias anuais da ABID, pelo Brasil afora, como símbolo de cada Conird.

É justamente diante de permanentes desafios e de oportunidades, que há muito a celebrar sobre esta parceria com o Ceará, em 2017. O decidido e firme protagonismo da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), junto à ABID, fez convergir sinergismo e complementaridade para a realização conjunta do IV Inovagri International Meeting, do III Simpósio Brasileiro de Salinidade e do XXVI Conird, cuja programação geral está nesta edição. Um enorme ganho para a ABID, que é a casa de todos.

Ao amalgamar o concurso de renomados profissionais estrangeiros para interagir com os brasileiros, esta programação enseja holísticas abordagens sobre o ciclo hidrológico e as demandas de água para utilização na agricultura irrigada. Na prática, como melhor intervir no ciclo hidrológico para otimizar as taxas de fotossíntese e a produção de fotoassimilados. Isso faz refletir sobre o alcance dos investimentos na reservação das águas, na conservação dos recursos naturais, na drenagem e na irrigação, ampliando o universo de compartilhamento das águas, para melhor atender aos seus múltiplos usuários.

A gestão integrada das Bacias Hidrográficas em favor de maior oferta de água ao longo do ano, bem como sua racional utilização por todos os usuários, é pilar para que haja maior segurança hídrica, alimentar, energética, ambiental e, sobretudo, prosperidade, favorecendo bons empreendimentos. Além de produzir alimentos, fibras, biocombustíveis e outros bens, a agricultura irrigada também tem a virtude de comparecer como parceira do saneamento e da revitalização dos corpos d’água, com a racional utilização das águas servidas, com adequados projetos de reúso, devolvendo-as puras ao ciclo hidrológico, com geração de riquezas e postos de trabalho.

Ao avizinhar-se a realização do 8º Fórum Mundial da Água, em Brasília, em março de 2018, vale mencionar a Oficina 1, ao longo de um dia, para falar e compartilhar sobre os preparativos para este 8º Fórum, tanto no que está em curso no âmbito mundial da ICID, como dos avanços no Brasil. O professor Chandra, que será conferencista de abertura, estará atuando também nesta oficina.

A Oficina de nº 2 terá a presença do Dr. Marlos de Souza, secretário-executivo da Plataforma de Água da FAO. Além destas duas Oficinas, vale atentar para o elenco de renomados professores e pesquisadores em irrigação, drenagem, estudos sobre salinidade, entre outros temas, com ímpares oportunidades de os participantes interagirem com o que há de mais avançado no mundo.

Outro alvissareiro fato para esse nosso evento conjunto é o da entrega de cerca de 800 trabalhos completos, decorrentes das aceitações dos resumos, como registrado pelo Inovagri.

Em nome destas parcerias, ao agradecer a todos que tornaram possível esta edição da ITEM, é oportuno e muito pertinente registrar e também agradecer o convite que tivemos dos organizadores da Feira Internacional de Irrigação do Brasil (FiiB) 2017, para difundir este trabalho.



Helvecio Mattana Saturnino
Presidente da Abid